Assine a Newsletter

  • Receba todas as novidades semanalmente no seu e-mail!
 
 

PORQUE O TERMO VELHO

Envelhecer apresenta significados diferentes, conforme tempo, moda e aspectos sócios regionais. São sinônimos de velho mais empregados: Terceira idade, idoso e velho.

Terceira idade – as pessoas julgam ao empregar este termo não ferir ou magoar velhos. No entanto, ele foi empregado na década de 90 pelo ministro da economia francesa, quando se referia três idades econômicas: primeira idade representada pela criança que depende economicamente dos pais; segunda idade, relativa ao trabalhador que se mantém independente e terceira idade, referindo-se ao aposentado, o qual depende economicamente do governo.

Idoso – formado pelo particípio passado do verbo ir (ido), mais o sufixo “oso”, podendo ser interpretado como “aquele que já foi”, “que é passado em tempo e idade”.

Velho – muitas pessoas não gostam deste termo por relacionarem com a perda do viço, desuso ou inútil. No entanto é o termo mais apropriado para representar uma faixa ou uma etapa do desenvolvimento humano.

Também são empregados os termos ancião e senescente, cujos sentidos podem ser:

Ancião – tem conotação positiva quando ligado à qualidade e respeito à pessoa velha ou venerável.

Senescente – abrange o período de tempo que vai das primeiras alterações morfofisiológico e psicossociais do indivíduo até o declínio total e a própria morte. Senescência se refere ao envelhecimento sadio, enquanto senilidade envolve aspectos de declínio físico associado à desorganização mental.

Atualmente:

Envelhecente – pessoa que passa por uma fase de transição em preparação à velhice. Alguns autores consideram envelhecente a partir de 40/45 anos em diante, outros levam em consideração a faixa de 60/65 anos por ser a idade legal estabelecida para a aposentadoria (mulheres/homens).

Autor: Saulo da Silva Gil Obra: Velho Canoense: Um Capital social e intelectual a ser utilizado. Texto utilizado na apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso – TCC, para obtenção do grau de Bacharel em Ciência Política, da Universidade Luterana do Brasil, em 09 de Julho de 2009.

Postagemns Relacionadas

DIREITOS DOS PACIENTES CO...
Matriz Africana e Conven...
No final da noite de ontem (11), visitei os amigos Pati Araújo de Obá e Ricardo Alexandre Gomes de Oxalá, na oportunidade conversamos sobre
Comunidade LGBT é foco d...
“Como engajar a sociedade nas questões LGBT?”, foi essa a pergunta que norteou os debates do 2º Ciclo de Palestras pelo Dia Internacional do
Pensamento – Divers...
Hoje fiquei muito feliz e parei meu carro para realizar esse registro, como é bom andar pela nossa Cidade e encontrar uma frase como
Canoas
Estive reunido na manhã de ontem (9), com Luiz Carlos Busato (PTB), Deputado Federal e com Vandré Padilha, Presidente do PMDB Canoas. Na oportunidade
Pensamento!
Dia da Visibilidade Trans...
O Dia Nacional da Visibilidade Trans, comemorado nesta terça-feira (29), foi criado pelo Ministério da Saúde, em 2004, para o reconhecimento à dignidade de
Entrega de 61 ambulância...
Na última segunda (9), participei da entrega de 61 ambulâncias as Prefeituras do RS, trata-se de uma reposição da frota do SAMU. Na foto
#Desabafo #LiberdadeRelig...
#Desabafo #LiberdadeReligiosa #Respeito Resolvi me manifestar sobre a votação do STF em relação ao sacrifício religioso de animais. Percebi que muito do que escrevi
CANOAS CONTRA A INTOLERÂ...
Verifiquei na rede social Facebook, uma postagem com a foto de uma Placa colocada na Rua Alexandre Schwer, com os seguintes dizeres: “É PROIBIDO

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.